• comercial@arquiconsult.com
  • (+351) 218 205 610
| sexta, 12 janeiro 2018 |

As melhores práticas para reter talentos numa PME

Um tema muito discutido atualmente é a importância das PMEs no mercado nacional e, por isso, vale a pena debruçarmo-nos sobre como estas empresas gerem a retenção de Talentos no seu interior.

Atualmente as pessoas estão no centro das preocupações das empresas, há muito que gestores perceberam, que se querem ter empresas sólidas têm de valorizar os indivíduos que as compõem. Em empresas de média dimensão, que ambicionam expandir-se no mercado, esta tomada de consciência é tão ou mais premente, pois a sua evolução está intrinsecamente associada à capacidade de reter as pessoas certas nas atividades mais importantes para o negócio.

Trocando por miúdos, reter talentos, não é mais que manter os indivíduos que possuem características diferenciadoras dos demais, que trazem para a organização vantagens competitivas e, ao mesmo tempo, criar as melhores condições para o crescimento e desenvolvimento desses mesmos indivíduos. No fundo, criar as condições necessárias para que não queiram mudar.

No universo das PMEs é frequente encontrarmos empresas que ainda não têm uma estrutura que contemple um departamento de recursos humanos ou um profissional que se dedique a esta área e tenha responsabilidades no desenvolvimento de ações deste foro, o que irá inevitavelmente dificultar o processo de análise de competências e, por inerência, a capacidade de reter talentos. Isto transporta-nos para os casos em que não existe uma avaliação de desempenho eficaz. Reconhecer talentos nestas circunstâncias passa muito por identificar padrões de comportamentos, competências diferenciadoras e o grau de comprometimento com a empresa.

A avaliação de desempenho ou o feedback regular são estratégias fundamentais para este processo, bem como, a formação, quando bem alinhada ou uma política de aculturação assente na comunicação interna ou a realização de eventos corporativos. Não podemos, contudo, esquecer-nos das práticas de recompensa e reconhecimento que são também necessárias e têm de ser bem estruturadas dentro de uma organização. Um sistema de premiação tem de ser justo e ter alicerces assentes em valores e objetivos concretos.

Sabemos que uma PME não tem uma estrutura financeira robusta para conseguir muitas das vezes premiar financeiramente os seus colaboradores, mas fazem um esforço para retribuir satisfatoriamente os seus colaboradores de forma a motivá-los.

Existem também estratégias eficazes que podem ser tidas em conta no processo de retenção, como:

  • Atribuição de trabalhos mais desafiantes;
  • Formação dirigida;
  • Empowerment;
  • Reconhecimento;
  • Política de comunicação interna eficaz;
  • Fomento da participação ativa dos colaboradores em eventos/atividades corporativas.

As empresas são o fruto da capacidade produtiva das pessoas. Quanto mais valorizadas, mais fidelizadas estarão nas empresas onde se encontram. 

Só se consegue obter valor acrescentado com colaboradores comprometidos com a visão e orgânica da empresa, com a missão e os processos desenvolvidos. E só esses colaboradores comprometidos garantem a qualidade dos produtos e dos serviços que a organização representa no mercado.

Ler 1791 vezes Modificado em sexta, 12 janeiro 2018

Testemunhos